Participe do Blog Pensando Alto!

13 de outubro de 2012

HISTORY GAME 9o ANO CPII 2o. TRIMESTRE


1)Qual é a relação do imperialismo com as alianças formadas entre as potencias no final do século XIX e inicio do século XX?
R: O imperialismo contribuiu para a ocupação de novas áreas territoriais voltadas para ampliação da produção e do consumo capitalista, com isso as fronteiras foram sendo demarcadas por áreas de influencia e exploração – a França e a Alemanha, por exemplo, disputavam a Alsácia-Lorena, uma região com fontes de carvão mineral. Tais disputas, justificaram a aliança entre países Itália, Império Austro-Húngaro e Alemanha (Tríplice Aliança), contra a França, Inglaterra e Rússia (Tríplice Entente).

2)Com o que estão relacionadas as causas profundas da 1ª Grande Guerra? Quais foram as causas imediatas, o estopim?
R: O imperialismo, o neocolonialismo e a política de alianças foram responsáveis pelas causas indiretas da 1ª Guerra. No entanto o estopim esteve relacionado com o pan-eslavismo russo e o assassinato do arquiduque Francisco Ferdinando – herdeiro do trono austríaco.

3) Descreva o Tratado de Versalhes.
R: O Tratado de Versalhes propôs aos vencidos clausulas territoriais, militares e financeiras. A França recuperava a Alsácia-Lorena da Alemanha. A Áustria e a Alemanha não formariam um mesmo país e ambas perderiam suas colônias e domínios territoriais. A Alemanha estaria proibida de produzir armamentos e ter um exercito maior do que 100.00 homens, e deveria pagar uma indenização aos países vitoriosos, saindo da guerra totalmente humilhada.

4)Explique o processo histórico que culminou na Revolução de Outubro de 1917 na Rússia.
R: A Revolução Russa esteve associada com o descontentamento dos camponeses e operários com o czarismo. O estopim da revolução esteve associado com a entrada da Rússia na 1ª Guerra Mundial e o agravamento da crise interna, responsável pela crescente pauperização da sociedade.

5)Descreva o governo de Lênin e a adoção da NEP.
R: O governo de Lênin foi o responsável por solidificar a revolução através da NEP – Nova Política Econômica: “Um passo para trás, dois para frente”. A NEP privatizou as empresas com menos de vinte trabalhadores, hierarquizou os salários e agrupou as fábricas estatais em trustes, com a obrigação de investir os lucros. Ela esteve responsável pelo crescimento da produção agrícola e industrial, além de impulsionar o comércio.

6)De que forma a URSS se organizou política e economicamente a partir do poder de Stalin.
R: O governo de Stalin contrariou as medidas iniciadas por Lênin, o que levou ao fechamento político, ao nacionalismo e a supremacia da indústria pesada sob as de bens de consumo.

7) O movimento modernista de 1922, iniciado com a semana da "Arte Moderna" em São Paulo, foi muito importante para as novas concepções artísticas e intelectuais do Brasil. Caracterize esse movimento.
R::Foi um movimento intelectual e artístico organizado pela jovem intelectualidade brasileira, que rompeu com a repressão ideológica dominante nas artes, com o objetivo de rever a cultura do país e valorizar, através das artes em geral, componentes nacionais e autenticamente brasileiros.

8) Um grande marco na história da arte brasileira foi a Semana de Arte Moderna, que ocorreu em fevereiro de 1922, e representou um grande painel da nova arte produzida no Brasil nas áreas de artes plásticas, música, dança, letras e arquitetura.Determine alguns dos principais artistas do período:
R: Os principais artistas que participaram da Semana de Arte Moderna foram Vicente do Rego Monteiro, Zina Aita, Pedro Américo, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti.

9) As revoltas sociais rurais ocorridas durante a Primeira República (1889/1930) apresentam Abordamos a grave situação de pobreza em que viviam as populações do sertão nordestino. A Revolta de Canudos (1896/1897) e o Cangaço (ocorrido desde 1870 até 1930) demonstram as reivindicações dos excluídos em relação a negligência do e a Guerra dos Canudos e o movimento do Cangaço.
R: O Cangaço foi um movimento social que reuniu um grupo de homens arados denominados cangaceiros, que lutavam contra a concentração de terra e a pobreza da população nordestina, que viviam explorada e submetida ao controle dos latifundiários. Os cangaceiros promoviam saques a fazendas, atacavam comboios e chegavam a seqüestrar fazendeiros para obtenção de resgates, quem não acatasse sofria violência. Existiram diversos bandos de cangaceiros. Porém, o mais conhecido e temido da época foi o comandado por Lampião (Virgulino Ferreira da Silva), também conhecido pelo apelido de “Rei do Cangaço”. O bando de Lampião atuou pelo sertão nordestino durante as décadas de 1920 e 1930. Morreu numa emboscada armada por uma volante, junto com a mulher Maria Bonita e outros cangaceiros, em 1938.
A rebelião conhecida como Guerra de Canudos deu-se em virtude da situação precária em que vivia a população, sem terra e obrigada a se submeter aos arroubos dos coronéis. As terras pertenciam aos grandes proprietários rurais – os conhecidos coronéis – que as transformaram em territórios improdutivos. Essa situação revoltou os sertanejos, que se uniram em torno de Antônio Conselheiro, o qual pregava ser um emissário de Deus vindo para abolir as desigualdades sociais e as perversidades da República, como a exigência de se pagar impostos, por exemplo.
Os moradores do arraial acreditavam ser ele um divino mestre, que já praticara até milagres. Antônio Conselheiro fundou o vilarejo denominado Canudos e os sertanejos e suas famílias para lá passaram a migrar.

10) Proclamada a República inicia-se um novo período na História política do Brasil: “A República Velha ou Primeira República”. A respeito dos primórdios da República é correto afirmar. A fase e o primeiro presidente da República foram respectivamente

a)República Oligárquica e Hermes da Fonseca.
b)República da Espada e Deodoro da Fonseca.
c)República da Espada e Floriano Peixoto.
d)República Oligárquica e Prudente de Morais.
e)República da Espada e Campos Sales.
R: [B]

11) A chamada “Política dos Governadores”, instituída a partir do governo de Campos Salles, caracterizava-se por:

a) permitir que a escolha do Presidente da República fosse resultado de um consenso entre os governadores e desta forma manter o grupo político no poder.
b) tornar os governadores um mero instrumento do poder do Presidente da República e impedir a formação de novas lideranças contrárias ao governo federal;
c) acordo político que consistia na troca de favores entre os governos federal, estadual e municipal para manter os grupos políticos no poder.
d) tornar os governadores representantes de um federalismo liberal e democrático com objetivo de renovar as lideranças políticas;
e) promover, através dos governadores, a desarticulação das oligarquias locais e promover a renovação dos grupos políticos e lideranças locais.
R: [C]

12) Os movimentos messiânicos eram mais comuns do Brasil do que imaginávamos. Além de Canudos, várias revoltas envolvendo seguidores destes movimentos eclodiram durante a primeira metade de século passado. Como o Messianismo foi possível?

a)Devido a concentração latifundiária, o estado de miséria dos camponeses, a prática do coronelismo e a forte religiosidade popular.
b)Devido unicamente a religiosidade do sertanejo que encontrava nas práticas do messias um conforto para a vida miserável que estava submetido.
c)Devido ao grande poder dos líderes messiânicos cujo prestígio era medido pela quantidade de eleitores que controlasse conseguindo desta forma se eleger para os cargos políticos.
d)Em virtude do temor que as profecias dos beatos causavam à população mais pobre, preferindo resignar-se a vida de perigrinações e orações para salvação da alma.
e)Em razão do clima de insegurança que assolava o campo causado pelo banditismo obrigando a população mais pobre abrigarem-se nos movimentos messiânicos para se proteger.
R:[A]

13) O coronelismo foi uma peça importante da perversa engrenagem que impedia a representatividade política da maioria da população, principalmente a parcela da sociedade mais carente. Podemos definir o coronelismo como:

a)Sistema de poder cujo grupo político que alternava-se no poder federal como forma de garantir a manutenção dos privilégios aos seus respectivos Estados.
b)Sistema de poder que consistia na troca de favores entre o poder estadual e municipal a fim de garantir seus interesses políticos utilizando práticas fraudulentas para vencer as eleições.
c)Sistema de poder no qual o coronel era uma peça secundária e sua participação era ofuscada pela Comissão de Verificação, pois na prática era esta quem declarava os candidatos eleitos.
d)Sistema de poder baseado no coronel o líder político local, grande proprietário de terras que usava jagunços para formar os currais eleitorais, através de práticas de intimidação ao eleitor.
e)Sistema de poder político que arregimentava grande número de seguidores a partir de suas pregações religiosas que convenciam os mais pobres a se submeterem ao seu controle.
R: [D]

14) A Primeira República ou República Velha foi um período da História política do Brasil que se caracterizou pelo afastamento do ideal da República. O que deveria ser um governo para todos na prática era um governo de poucos. Sobre os fatos com os quais podemos caracterizar a Primeira República estão:

I- Com o “voto de cabresto” os coronéis dominavam as clientelas rurais e manipulavam as eleições;
II- A política dos governadores consagrava a troca de apoio entre o governo federal e as oligarquias estaduais mantendo o mesmo grupo político no poder.
III- A política do café com leite foi o domínio da sucessão presidencial pelos cafeicultores de São Paulo e de Minas Gerais que alternavam-se na presidência da República.
IV- O Movimento dos Tenentes - o Tenentismo - que possuía caráter militar contribuiu para consolidar os governos da Primeira República.
V- As fraudes eleitorais eram exceção e não regra neste período, devido ao rigoroso trabalho de fiscalização do processo eleitorado efetuado pela Comissão de Verificação.

Assinale a alternativa verdadeira:
a) Apenas a alternativa I, está correta.
b) As alternativas I,II,III estão corretas.
c) As alternativas I,II,IV e V estão corretas.
d) As alternativas II,III e IV estão corretas.
e) Apenas a alternativa V está incorreta.
R:[B]

15) O modelo exportador, concentrador de riquezas e dependente, transformava o Estado Brasileiro em instrumento poderoso a serviço das velhas e das novas elites dirigente. Assinale a alternativa que apresenta o enunciado correto sobre a Velha República:

a)A Constituição de 1891 não estabelecia restrição à participação política da população nas eleições.
b)O operariado não se organizava, devido à receptividade nula sobre o socialismo e o anarquismo.
c)Definição da política de proteção às terras dos índios.
d)A entrada de empréstimos externos não contribuiu para a instalação de novas indústrias no início do Século XIX.
e)Surgimento do Movimento Tenentista, desencadeando a luta pela derrubada da oligarquia dos coronéis-fazendeiros.
R: [E]

16) Conceitue o movimento Tenentista.
R: O tenentismo foi um movimento social de caráter político-militar que ocorreu no Brasil nas décadas de 1920 e 1930, período conhecido como República Oligárquica. Contou, principalmente, com a participação de jovens tenentes do exército. Este movimento contestava a ação política e social dos governos representantes das oligarquias cafeeiras (coronelismo). Embora tivessem uma posição conservadora e autoritária, os tenentes defendiam reformas políticas e sociais. Queriam a moralidade política no país e combatiam a corrupção.

17) No Brasil, o acontecimento que teve início em 1912 e que opôs os habitantes pobres da região situada entre os rios Uruguai, Pelotas, Iguaçu e Negro às forças oficiais, ficou conhecido como

a) Guerra de Canudos.
b) Pacto das Pedras Altas.
c) Revolução Farroupilha.
d) Revolta da Armada.
e) Guerra do Contestado.
R: [E]

18) “O movimento operário no Brasil iniciou-se em fins do século XIX e tinha como principal objetivo colocar um fim à exploração capitalista e construir uma nova sociedade. Na década de dez do século seguinte, viveu anos de fortalecimento, quando as principais cidades brasileiras foram sacudidas por greves, sendo uma das mais importantes a de 1917, em São Paulo, em que 70 mil trabalhadores cruzaram os braços, exigindo melhores condições de trabalho e aumentos salariais. Os anos 1920, apesar de alguns avanços em termos de legislação social, foram difíceis para o movimento operário, que foi obrigado a enfrentar grandes desafios, entre os quais o recrudescimento da repressão por parte do governo. Apesar disso, não se pode deixar de reconhecer que foi nessa década que o movimento operário brasileiro ganhou maior legitimidade entre os próprios trabalhadores e a sociedade mais ampla, transformando-se em um ator político que iria atuar com maior desenvoltura nas décadas seguintes." (http://www.cpdoc.fgv.br/ nav_historia/ htm/ anos20/ ev_quesocial_movop.htm. Acesso em: 24-8-2003.)

Tendo como referência o texto acima, é CORRETO afirmar que

a) a classe operária assumiu a liderança da articulação sindical nacional, e sua principal conquista obtida pela greve de 1917 foi a criação do Ministério do Trabalho, cujo objetivo era enfrentar a questão social dos baixos salários.
b) os operários imigrantes tiveram participação expressiva na organização política do país e na criação de jornais, defendendo princípios oligárquicos e difundindo ideais vinculados ao totalitarismo, principalmente o nazismo e o comunismo.
c) o movimento operário no Brasil, nas primeiras décadas do século XX, recebeu forte influência do anarquismo e do anarco-sindicalismo, que fomentaram a criação, em 1932, do Partido Comunista Brasileiro, ligado à III Internacional.
d) a proibição do trabalho infantil até aos 12 anos e a fixação de jornada de trabalho diária de oito horas agitavam as principais bandeiras da classe operária, no início da organização sindical no Brasil.
e) sindicalismo brasileiro surgiu no ABC paulista, por meio da organização de greves nas grandes montadoras de automóveis e da superação das diretorias sindicais pelegas, apesar da grande resistência imposta pelos governos da Primeira República.
R: [D]

Um comentário: