Participe do Blog Pensando Alto!

8 de julho de 2012

A CONTRA- REFORMA: A REAÇÃO DA IGREJA CATÓLICA


Com a expansão do protestantismo a Igreja Católica entrou em um período de crise devido a perda de fiéis. O movimento de Contra-Reforma consistiu em uma iniciativa da Igreja que tinha como objetivo reafirmar os dogmas e conter a expansão do protestantismo recuperando fiéis.
Em 1534 foi fundada a Companhia de Jesus, idealizada por Inácio de Loyola,criando os jesuítas ou “soldados de cristo”. Os jesuítas eram encarregados de educar e difundir o catolicismo através da educação e da catequização.
Em 1545 o papa Paulo III criou o Concílio de Trento, importante conselho que se encarregou de reafirmar os dogmas católicos condenando as igrejas protestantes. Neste evento foram confirmados os dogmas católicos como: o principio da salvação pela fé e boas obras, culto a Virgem Maria e aos Santos, a existência do purgatório, a infalibilidade papal, o celibato, a manutenção da hierarquia eclesiástica e a indissolubilidade do casamento. O Concilio também reafirmou a Inquisição ou Tribunal do Santo Oficio como instituição de combate aos crimes por heresia. Criou o Índex, uma lista de livros proibidos, os seminários de formação de religiosos. As indulgências, a corrupção foram abolidas. A Igreja reformada embarcava em busca de novos fiéis e ampliação de sua área de influência, o alvo agora eram as colônias e o Novo Mundo que surgiu com as Expanões Marítimas.

Legenda da Imagem:
A  imagem de época apresenta o Tribunal do Santo Ofício, onde os inquisidores penalizavam os hereges.

Um comentário:

Anônimo disse...

eu adorei o texto me ajudou muitíssimo